fbpx

Como o Light Steel Frame funciona?

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+

O sistema de construção de Light Steel Frame já é dominante em países como EUA e Japão.

Sabe-se que nas terras tupiniquins ele vem ganhando espaço cada dia mais, apesar de não ser a principal forma de construção ainda.

Então, a fim de propagar a construção com o LSF, a Gypwork vem explicar um pouco mais sobre o conceito.

Como funciona o Light Steel Frame?

Muitas pessoas podem ainda achar que o Steel Frame é menos seguro e frágil, mas o sistema vem ganhando cada vez mais tecnologias para seu aprimoramento e inovação, tornando-o um sistema resistente à umidade e ao fogo, além de oferecer obras mais leves, com baixa geração de resíduos e consumo de água.

No LSF, o primeiro item desenvolvimento é o projeto arquitetônico. Nele calcula-se o tamanho do imóvel, os materiais que serão usados e a quantidade de aço necessária. Nesse momento, a precisão dos cálculos ajuda no orçamento da obra e raramente se tem surpresas!

Depois disso, com a descrição e a montagem prontas, na obra, é feita uma fundação de concreto onde serão montados e aparafusados os perfis de aço. 

Aí, as placas estruturais e os revestimentos internos e externos são aplicadas. Depois, as tubulações hidráulicas e elétricas poderem ser passadas e por fim, vem a cobertura.

E pronto! O imóvel está preparado para receber a pintura!

Por que usar o Light Steel Frame?

  • Estrutura mais leve e econômica.
  • Sustentabilidade
  • Projeto flexível
  • Construção rápida
  • Conforto térmico e acústico

Por ser feita apenas de aço e placas estruturais, o peso total da estrutura do Light Steel Frame é muito menor se comparado ao de estruturas de alvenaria. E uma vez mais leve, economiza-se na fundação e na construção.

Percebendo o impacto ambienta das obras, o LSF vem de encontro com a sustentabilidade: Usa-se o aço, que é um material reciclável e que pode ser reutilizado com facilidade, ao mesmo em que uma obra de LSF também gera menos resíduos.

Outro detalhe é que não é em vão que chamam o conceito de Construção a seco, porque o gasto de água é mínimo.

Outra facilidade que o projeto de LSF promove é a flexibilidade. Pois, o LSF permite manutenção hidráulica e elétrica sem a bagunça e sujeira da alvenaria, por exemplo. 

Pensando nessa comparação, é válido dizer que a construção em LSF já possui a mesma eficiência térmica e acústica dos imóveis de alvenaria, graças às mantas e lás que o sistema usa.

Proporcionando, inclusive, economia nas despesas com energia. Olha que maravilha! 

Por fim, é importante destacar um dos diferenciais mais louváveis do sistema de Steel Frame: a velocidade. Uma construção que demoraria um mês para ser finalizada pode ser concluída em até 5 dias com o LSF!

O “F” pode ser de Flash também (risos).

Dito tudo isso, é importante que você dê uma chance ao Light Steel Frame na sua próxima construção.

Leia também
A força do Steel Frame para modernizar o Brasil
Por que o Brasil ainda é relutante na utilização do Steel Frame?
Conheça o futuro da construção civil: Casas em Steel Frame

Se esse conteúdo foi útil e caso você esteja reformando a sua casa e precise de ajuda, é só entrar em contato conosco. Você pode nos encontrar pelo WhatsApp, no (11) 9 9332-1900, na nossa loja, na Av. Ver. João de Luca, 1000B – São Paulo/SP, ou nas redes sociais, no @gypwork.

Deixe um comentário

Posts relacionados