fbpx

Como restaurar forros de gesso?

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn

Essa é uma dúvida recorrente já que forros de gesso podem apresentar rachaduras ou danos causados por infiltração. Reparar esses danos é simples já que é característico do sistema de Drywall facilitar a manutenção das placas.

Ao mesmo tempo recomendamos que tal reparo seja feito por um profissional. O custo de uma manutenção pequena fica em torno de R$45 e R$75, atualmente. Já no caso de uma execução total do forro o preço varia de acordo com as condições do local.

Quando pensamos no reparo do forro de Drywall é importante saber que se trata de um forro liso ou trabalhado, com ou sem sanca. Em todos os casos o sistema é composto por uma estrutura metálica que sustenta o forro. Essa sustentação possui tirantes (ou arame 18 galvanizado), reguladores, tabica, parafusos e perfis F530.

A tabica tem função técnica e estética. Usamos a tabica entre a parede e a chapa de gesso e sua principal função é evitar trincas e rachaduras no material, que surgem por causa da dilatação natural das edificações. Caso o forro não tenha usado tabica, é necessário criar esse vão para evitar trincas.

Caso grave de infiltração ou trinca no forro de gesso. Fonte: Canva

Infiltração e rachaduras

O gesso é um material sensível à umidade. No seu processo de industrialização ele passa pelo chamado calcinação (ou aquecimento), onde perde suas moléculas de água mas quando tem contato com umidade, ele acaba absorvendo e criando uma mancha arredondada.

Muitas vezes as placas de gesso fica em baixo dos sistema hidráulico e elétrico do cômodo. Então, além da garantia de um forro bonito e funcional é importante fazer a manutenção desses sistemas periodicamente para evitar infiltrações e para segurança das pessoas e da construção.

No caso de rachaduras, os especialistas dizem que se a massa de tratamento das juntas não for a massa certa ou caso as chapas estiverem encostadas diretamente nas paredes é de se esperar que haja trincas. Então, para evitar esse tipo de problema recomendamos usar uma massa a base de PVA ou acrílica, com boa elasticidade para acompanhar a movimentação de dilatação e não trincar.

Outra origem comum para rachadura no forro é o desalinhamento por causa de erro na instalação dos tirantes que seguram a estrutura metálica. Aí é necessário abrir todo o forro e realinhar o centro de gravidade para que não haja trincas.

No caso mais simples, o reparo do forro começa com um corte quadrado, com uma abertura um pouco maior do queda rachadura. Depois, deve-se usar a massa adequada para o tratar de juntas.

Reparo total de forro de gesso. Fonte: Canva

Umidade e mancha

Devemos lembrar que o ideal para ambientes úmidos, e até mesmo próximo ao sistema hidráulico, é usar as chamadas placas verdes que têm um aditivo especial na sua composição para resistir às condições de umidade do local. Quando a água pinga sobre a placa surge aquela conhecida mancha arredondada. No caso de uma mancha pequena não é necessário substituir a placa toda, mas sim apenas recortar e colocar um pedaço quadrado e parafusar no perfilado. Finalizar com a massa adequada e pintar.

Contudo caso haja uma infiltração maior a única solução é refazer tudo e manter uma rotina de observação do local para precaução de problemas maiores.

Gostou?

Leia também

Como fazer a manutenção hidráulica no Drywall

5 mitos sobre o Drywall

Deixe um comentário

Posts relacionados