fbpx

Dicas para economizar em uma reforma em casa

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn

Quando uma obra começa a ser planejada, logo surgem algumas dores de cabeça relacionadas à bagunça, ao tempo e, principalmente, ao dinheiro. Apesar disso, certas medidas podem ser tomadas a fim de inibir determinados problemas. Pensando nisso, a GypWork preparou algumas dicas para economizar em uma reforma em casa.

Gypwork: a sua casa de construção a seco

Dicas para economizar em uma reforma

1 – Faça um planejamento

O primeiro passo para quase tudo é esboçar um planejamento para que as coisas fluam de maneira harmônica. Mudanças no meio do caminho fazem parte, mas é importante seguir a linha de raciocínio feita inicialmente na proposta da reforma.

Quem não faz esse planejamento pode acabar gastando demais, por não saber exatamente o que será necessário durante o período de execução da obra.

Leia mais:
Versatilidade, beleza e praticidade: confira algumas inspirações para fazer o seu closet em Drywall
Barulho intenso: como garantir o isolamento acústico do Drywall

2 – Defina o limite de gastos

O que nos leva ao segundo ponto é justamente o complemento da realização de um projeto. Ainda durante essa etapa é fundamental estabelecer um valor máximo para a execução da obra, considerando uma margem para as compras não planejadas e outras necessidades de última hora.

Nesse caso, vale se atentar quando o valor estipulado estiver próximo do limite. Caso ele ultrapasse, a dica é quitar o pagamento do que é primordial antes de iniciar a outra etapa.

3 – Planeje as etapas

Complementando a informação anterior, às vezes, realizar uma obra por etapa pode ser uma solução e tanto para economizar. Isso não significa começar algo e não terminar, mas sim, não meter os pés pelas mãos e se endividar.

Para determinar esse plano, faça uma lista do que é essencial e do que seria secundário mas também desejável. Tente começar pelo que a sua casa não pode ficar sem e, posteriormente, vá para os itens adicionais.

4 – Faça orçamentos

Aqui a dica é: pesquise, pesquise e pesquise. Não importa se você está orçando um porcelanato ou uma torneira, os preços variam muito conforme o modelo, a marca e, claro, o local onde você pretende comprar.

Vale fazer levantamentos para encontrar o objeto que deseja mais barato. Além disso, os produtos chamados de “segunda linha” nem sempre são tão inferiores quanto parecem.

5 – Reaproveite o que você já tem

Essa dica talvez seja a mais importante. Além do cuidado com o meio ambiente – levando em conta os inúmeros materiais que são descartados ao final de uma obra – aproveitar o que já se tem é uma solução e tanto para economizar.

Nesse caso, vale reciclar ou dar nova utilidade para alguns objetos. Algumas revitalizações fazem com que azulejos, portas e até móveis ganhem uma nova cara.

Deixe um comentário

Posts relacionados